O técnico José Mourinho, do Real Madrid, reconheceu que admitiria perder a Supercopa da Espanha, que começará a decidir nesta quinta-feira se soubesse que ganharia o Campeonato Espanhol, repetindo o feito da última temporada.

A declaração foi dada em entrevista coletiva realizada hoje. “Se pudesse escolher, escolheria perder a Supercopa e ganhar o Campeonato. Se perder der motivação para ganhar o Campeonato, assinaria já”, explicou.

Como sempre, Mourinho aproveitou para alfinetar o rival Barcelona, adversário na disputa da Supercopa, ao ser questionado se sua equipe quebrou hegemonia do time catalão. “Em meu idioma, o português, não se pode falar de hegemonia quando não se ganha duas Ligas dos

Campeões consecutivas. Não sei se estou errado ou se no idioma de vocês há diferença”, explicou.

Mourinho aproveitou para minimizar os efeitos da Supercopa no futuro a curto prazo do clube. “É a competição menos importante das quatro que disputamos, embora rivais sempre queiram ganhar até um torneio de verão. Mas não terá nenhum tipo de influência no desenvolvimento da temporada”, afirmou.

Ao analisar o adversário desta quinta-feira, Mourinho foi direto: “Para mim é o Barcelona e ponto. Nem é o de Guardiola, nem o de Vilanova. O olhamos como um time, praticamente com os mesmos jogadores da temporada passada, com estilo que é seu. Não vejo essa equipe muito diferente da anterior”, comentou.

Sem mais artigos