Em entrevista concedida ao jornal inglês Independent, o técnico português José Mourinho, do Chelsea, revelou que negou uma oferta em 2007 para treinar a seleção inglesa, substituindo assim Steve McLaren, que não conseguiu conquistar uma vaga para a Eurocopa de 2008, disputada na Suíça e na Áustria.

“Naquela altura, estava apenas tentando motivar-me para um emprego (seleção inglesa), que não iria me preencher. O que faria? Durante o dia, não treinava jogadores, portanto tinha de ir os ver treinar. Quando a Federação Inglesa falou comigo, o jogo seguinte era contra a França. Pensei: é um bom jogo. Mas o jogo seguinte era contra o Cazaquistão. Aí, pensei: Não. Estivemos em contato, mas eu era novo e orgulhoso”, contou Mourinho.

Com a recusa do português, o italiano Fábio Capello assumiu o ‘English Team’ e dirigiu a equipe até o ano passado, quando trocou a Inglaterra pela a seleção russa e deixou a vaga para Roy Hodgson, ex- treinador do West Bromwich.

Pouco tempo depois de não aceitar a proposta dos ingleses, Mourinho acabou assinando com a Inter de Milão, clube no qual teve sucesso, culminando no título da Liga dos Campeões na temporada 2009/2010.

Sem mais artigos