O jovem goleiro Martín Cabrera, do Cerro Porteño, de 21 anos, se suicidou na noite desta quinta-feira em sua casa, informou a Polícia nesta sexta.

O jogador, que era o terceiro goleiro da equipe paraguaia, deu um tiro na cabeça. Ele foi auxiliado por seus familiares, levado para o hospital, onde morreu pouco depois.

O fato aconteceu antes da partida em que o Cerro empatou em 1 a 1 com o Deportivo Petare, da Venezuela, pela fase preliminar da Taça Libertadores. O resultado possibilitou o avanço dos paraguaios para a fase de grupos da competição.

Segundo a imprensa local, Cabrera tinha sido promovido ao elenco principal no ano de 2010 e, este ano, inscrito para o torneio continental.

Sem mais artigos