Nesta quinta-feira, a promotoria da cidade de Munique, na Alemanha, rejeitou o pedido de habeas-corpus apresentado pelo zagueiro brasileiro Breno, do Bayern, que está preso sob suspeita de ter incendiado sua própria casa.

Segundo a porta-voz da entidade, Barbara Stockinger, a recusa se deu porque é necessário “aguardar por mais resultados da investigação policial”. A defesa, por sua vez, espera que Breno seja liberado em breve, já que ele colaborou com as investigações.

O jogador de 21 anos está detido no Münchner Gefängnis Stadelheim, uma casa de detenção exclusiva para jovens.

Sem mais artigos