De volta ao Milan, Kaká garantiu nesta quinta-feira (5) que o clube italiano é o local “ideal” para buscar recuperar a vontade de jogar futebol, perdida em parte durante a passagem pelo Real Madrid.

O meia brasileiro concedeu hoje sua primeira entrevista coletiva após acertar seu retorno para o rossonero, admitindo no encontro com os jornalistas que as quatro temporadas no clube espanhol estiveram abaixo das suas próprias expectativas.

“No plano profissional, em Madri as coisas não saíram como queria e como todos esperavam, mas foi uma experiência muito bonita. Cresci muito, também com as dúvidas, as incertezas, as decisões de ir ou ficar. Não queria ficar sem atuar no Real, por isso perdi um pouco a vontade de jogar futebol”, explicou Kaká.

O ex-jogador do São Paulo garantiu que sua condição física no retorno ao Milan é “boa”. Sobre sua saída do Real Madrid, ainda completou que percebeu no técnico italiano Carlo Ancelotti a pouca intenção de utilizá-lo na temporada.

Além disso, Kaká minimizou a responsabilidade do técnico português José Mourinho em sua apagada passagem no Real Madrid, negando conflito que foi noticiado, principalmente, pela imprensa espanhola.

“Mourinho não tem culpa de nada. Ele me ensinou muito sobre o futebol e outras coisas. A ter paciência, mais força. E Ancelotti foi muito sincero neste mês e meio em Madri. O Real tinha outras ideias, novos jogadores. O espaço era cada vez menor”, garantiu o brasileiro.

Kaká ainda se mostrou confiante em assumir imediatamente a titularidade no Milan, além de empolgação pelo duelo com o Barcelona, na fase de grupos pela Liga dos Campeões da Europa.

“Para mim, isto é um grande desafio. Espero um bom Milan, com grandes jogadores, com experiência internacional. Esta equipe me devolve a vontade de jogar futebol. É como se nunca tivesse ido embora”, afirmou o brasileiro.

A entrevista coletiva de hoje foi concedida junto com o executivo-chefe do Milan, Adriano Galliani. O dirigente, aliás, negou qualquer acordo para que Kaká seja cedido ao Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos, daqui dois anos, como veiculado pela imprensa.

Hoje, estava programado treino com participação do meia, no centro de treinamento de Milanello. Cerca de 400 torcedores, desde as primeiras horas da manhã aguardavam no local, para poder recepcionar Kaká.

Sem mais artigos