Juan Carlos Garrido foi demitido da função de técnico do Betis, lanterna do Campeonato Espanhol, no último domingo (19), um dia depois da goleada sofrida para o Real Madrid, por 5 a 0, que deixou a equipe com 11 pontos em 20 jogos.

O espanhol comandou a equipe de Sevilha por apenas cinco partidas no Campeonato Espanhol, após suceder Pepe Mel. No período, Garrido perdeu quatro vezes e empatou uma. Além disso, o Betis foi eliminado na Copa do Rei da Espanha pelo Athletic Bilbao.

O argentino Gabriel Humberto Calderón, que defendeu o clube entre 1983 e 1987 como jogador, é quem chega para a vaga de Garrido.

O Betis está a oito pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento no Campeonato Espanhol, o Almería, que tem 19 pontos. Nesta sexta-feira (24), a equipe encarará o Celta de Vigo, pela 21ª rodada.

Esta é apenas a quarta troca de técnicos entre os clubes da primeira divisão da Espanha nesta temporada. Além do Betis, duas vezes, Osasuna (José Mendilíbar por Javi Gracia) e Valência (Miroslav Djukic por Juan Antonio Pizzi) demitiram comandantes.

Sem mais artigos