O lateral-esquerdo Cortês chega ao São Paulo cheio de moral. O ex-atleta do Botafogo teve atuação destacada pela Seleção Brasileira diante da Argentina neste ano, com direito a passe para gol e grandes jogadas. De quebra, foi eleito o melhor lateral-esquerdo do Brasileirão e passou a ser cobiçado por vários clubes do país e do exterior antes de fechar com o Tricolor.

De família humilde, não conheceu o pai, perdeu a mãe com 12 anos e foi morar com parentes. Mesmo obrigado a trabalhar para ajudar em casa, nunca deixou de acreditar no sucesso no futebol.

“Desde cedo eu trabalhava em lotação no bairro onde nasci. Tinha que ajudar minha tia. Mas eu nunca deixei de acreditar que poderia ser jogador. Era um sonho. Chegava e ia jogar na escolinha do Vasco. Graças a Deus já realizei meu primeiro sonho, o de comprar uma casa própria”, revela com humildade o novo lateral-esquerdo do São Paulo.

Agora Cortês sonha com voos mais altos, no clube que sempre considerou um modelo de organização. “Estou super feliz em vir para o São Paulo. É um sonho. A estrutura do clube, sempre com times fortes, o apoio da diretoria, a torcida, o Morumbi. Agora é dar sequência no que vinha fazendo, me firmar no time, buscar títulos e seleção brasileira”, afirma o jogador de 24 anos.

Por coincidência, Cortês encontrou o técnico Leão quando esteve no CT para assinar o contrato de cinco anos com o Tricolor. “O Leão foi bem legal comigo, me passou confiança. Sei que ele cobra muito, mas isso é necessário para o time ir bem”, finalizou.

Sem mais artigos