Companheiro de Suárez na seleção uruguaia, Alvaro Pereira defendeu o atacante da punição sofrida após ser acusado por Evra de racismo. De acordo com o lateral do Porto, a suspensão do jogador do Liverpool é um problema entre clubes.

“Evra me surpreende porque não tem o código ‘o que acontece dentro de campo fica no campo’. Às vezes então que te xingam ou te dizem coisas o que você vai fazer? Todos tiram vantagem. Acredito que não é um tema de pessoa para pessoa e sim de clube com clube. Manchester quer tirar a máxima vantagem tirando-o (Suárez), um dos melhores jogadores do plantel. E isso é triste porque suja futebol”, disse Pereira em entrevista ao site “El Observador”.

Além de culpar o Manchester United, o lateral uruguaio também criticou Evra por não ter orgulho de ser negro.

“(Ele) Tem um complexo, não está orgulhoso de ser negro. Eu sim. Me chamam de negro e eu dou risada. Meus companheiros me chamam de negro, aqui se utiliza de maneira carinhosa. Lógico, podem dizer de maneira boa e ruim. De qualquer jeito, eu dou risada. Não me importa. Evra é capaz de ter algum problema por ser negro, ou de inferioridade. Eu não tenho”, afirmou o atleta.

Para completar a polêmica, Alvaro Pereira disse que Evra teria de usar uma armadura caso fosse enfrentar o Uruguai. “Se jogarmos agora, Evra teria que por uma armadura”, completou.

Sem mais artigos