Laurent Blanc foi confirmado hoje como técnico francês após a Copa do Mundo da África do Sul, em substituição a Raymond Domenech.

A Federação Francesa de Futebol (FFF) indicou em comunicado que encarregou o presidente, Jean-Pierre Escalettes, de fazer as negociações para acertar a transferência do até agora técnico do Bordeaux.

A decisão ocorre depois de a FFF e o Bordeaux anunciarem acordo sobre a indenização pela saída do técnico.

Embora o clube reivindicasse 2 milhões de euros de indenização, o jornal “L’Équipe” informou que a entidade pagará em torno de 1,5 milhão de euros.

Blanc assinará um contrato de dois anos renováveis com um salário de 100 mil euros por mês, o dobro do valor pago ao atual técnico.

A indenização ao Bordeaux ocorre depois que os dirigentes do clube demonstrassem descontentamento com a forma como o presidente da FFF, Jean-Pierre Escalettes, conduziu as negociações e demonstrou interesse em Blanc.

O técnico tinha uma cláusula em seu contrato que permitia sua saída antes do fim do contrato.

Jean-Louis Triaud, presidente do Bordeaux, acusou Escalettes de ter desestabilizado seu clube ao anunciar que Blanc era o principal candidato a técnico e o responsabilizou pela queda da equipe, campeã no ano passado e que nesta temporada sequer conquistou vaga nas competições europeias.

“Uma federação não pode impunemente contratar um treinador que está em atividade. Essa postura contribuiu para o nosso fracasso esportivo”, disse Triaud.

As negociações estão centradas agora na contratação do ajudante de Blanc no Bordeaux, Jean-Louis Gasset, que o técnico quer também levar à seleção.

O atual técnico demonstrou descontentamento com o fato de já estarem negociando seu substituto enquanto ele conduz a preparação para o Mundial.

Laurent Blanc confirmado como técnico francês após a Copa

Sem mais artigos