Após diversas críticas da torcida e atuações que comprometam diretamente em resultados negativos, o zagueiro Paulo Miranda foi afastado pelo técnico Emerson Leão e sequer foi relacionado para o jogo desta quarta-feira, diante da Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, pela Copa do Brasil.

Segundo o site oficial do São Paulo, o jogador deixa a equipe titular por conta do “mau momento” e por isso ficará fora das próximas partidas do tricolor paulista. João Filipe entrou na sua vaga entre os relacionados, mas não tem a garantia que será titular.

“Antes de tomar esta atitude, conversei pessoalmente com o atleta, que entendeu nossa intenção. O Paulo Miranda segue treinando normalmente com nosso elenco. Esta decisão é momentânea e serve para preservar e dar tranquilidade ao atleta”, explica Adalberto Baptista, diretor de Futebol, ao site oficial do São Paulo. 

Na última terça-feira (1º), em entrevista coletiva, Leão saiu em defesa de Paulo Miranda, que teria falhado em dois gols santistas na semifinal do Campeonato Paulista.

“Ele foi exposto por uma falha nossa em um lateral. Nada mais do que isso”, disse o técnico são-paulino.

Os lances questionados pelos torcedores do clube foram o primeiro e o segundo gol do Santos. Em um, Paulo Miranda teria feito um pênalti desnecessário em Alan Kardec. No outro, o zagueiro teria perdido na corrida para Neymar.

São Paulo e Ponte Preta fazem hoje o jogo que aconteceria na última quinta-feira (26), caso a chuva não atrapalhasse e alagasse o campo do estádio Moisés Lucarelli.

Sem mais artigos