Após uma série de rumores, o lateral Léo, do Santos, descartou ter ficado fora do time por conta de uma suposta briga com o treinador Muricy Ramalho. De quebra, ainda deu uma “alfinetada” em alguns jornalistas que divulgaram a informação.

“Eu vivi um drama pessoal muito sério. Não joguei porque  pedi ao Muricy para me liberar e ele sabia do meu problema. Como vou brigar com um cara que mal me conhece e que me ajudou tanto? É complicado conviver com pessoas que plantam matérias. Muito difícil”, afirmou o jogador.

Na primeira partida do Santos no Mundial Interclubes contra o Kashiwa Reysol, Muricy Ramalho escalou o zagueiro Durval improvisado na lateral esquerda e Léo ficou no banco.

Sem mais artigos