O ex-jogador Luis Enrique foi apresentado nesta quarta-feira (21) como novo técnico do Barcelona e, logo na primeira entrevista coletiva, garantiu que mudanças acontecerão, com atletas chegando para todos os setores do elenco.

“O clube sabe disso. Nos reforçaremos em todas as posições. Será o melhor para todos”, disse o novo comandante ‘blaugrana’, que não deu pistas sobre nenhum jogador que interesse ou esteja negociando.

O ex-técnico do Barça B, Roma e Celta de Vigo, ainda garantiu que “os grandes jogadores” seguirão no clube, mas deixou dúvida sobre a permanência do meia Xavi. O jogador espanhol interessaria ao Manchester City e sua situação será resolvida após o fim da Copa.

“É um amigo e um ex-companheiro (os dois jogadores juntos no próprio Barcelona), poderia falar maravilhas dele. Logo chegará o momento de sentarmos e conversarmos”, disse Luis Enrique.

Sobre assuntos específicos, como quando foi perguntado sobre o papel que Neymar exercerá na próxima temporada, ou sobre a permanência de Cesc Fàbregas, o técnico desconversou. Por outro lado não fugiu do assunto Lionel Messi, e a recuperação do argentino.

“É algo que me motiva muito. Ele está feliz de estar aqui, o clube acaba de renovar seu contrato. Não pode ter um sinal de união maior”, garantiu.

Por outro lado, Luis Enrique falou de outro ex-companheiro, o também técnico Josep Guardiola, que deixou o clube dois anos atrás e hoje comanda o Bayern de Munique.

“Não me comparem com Pep. Tiro o chapéu pelo que fez e o mando um abraço muito forte. Não tenho medo de nada. É um dos dias mais importantes da minha carreira”, garantiu.

Ainda na entrevista coletiva o novo técnico recordou de uma cena ocorrida quando deixa o comando da equipe B do Barcelona, em que seu retorno foi “previsto” por dirigentes.

“Quando me despedi do Barça B como técnico, me disseram até logo. Hoje cumpriram a palavra. É um dia em que tudo o que aspira um treinador acontece”, concluiu Luis Enrique.

Sem mais artigos