Depois da desistência de Phil Davis por contusão e do não entendimento dos dirigentes com o brasileiro Lyoto Machida, sobrou para o experiente lutador norte-americano Tito Ortiz enfrentar o compatriota Rashad Evans, na luta principal do UFC 133, que ocorre neste sábado (6), na Filadélfia, Estados Unidos.

O combate entre o “velhinho” Ortiz, de 36 anos, contra Evans (31 anos), que é um dos principais nomes dos meio-pesados do UFC na atualidade, recoloca os “senhores do MMA” em evidência. Afinal, o adversário de Ortiz está na fila para lutar pelo cinturão da categoria, que está nas mãos de Jon Jones.

Ortiz vinha de uma sequência ruim de resultados. Ele que já esteve sob posse do cinturão dos meio-pesados, chegou a ficar cinco combates sem saber o que era vitória, quando perdeu quatro vezes e empatou uma – justamente contra Rashad Evans. Porém, o “velhinho” venceu bem seu último confronto contra Ryan Bader, no UFC 132, e ganhou a chance de fazer a luta principal do evento deste sábado.

Mas Tito Ortiz não é o único “senhor” no mundo do MMA. O Portal Virgula listou alguns guerreiros – e lendas do esporte – que, apesar da idade avançada, permanecem em atividade firme e forte.

Fedor Emelianenko 

O gigante russo é uma das maiores lendas do MMA. Campeão do Pride e do Strikeforce, onde luta atualmente, o cartel de Emelianenko é impressionante: 31 vitórias e apenas 4 derrotas. O problema é que três dessas quatro ocorreram nas últimas vezes que ele esteve em ação. Com isso, o russo de 34 anos já declarou que pensa na aposentadoria.

Ken Shamrock

A última vez que a lenda que atende pelo nome de Shamrock esteve em atividade foi em novembro do ano passado, quando perdeu para Mike Bourke, no King of the Cage, mas ele ainda não parou. O norte-americano de 47 anos ficou bastante famoso pelas rivalidades com o brasileiro Royce Grace e também com Tito Ortiz, com quem travou três grandes duelos – perdendo os três – quando ainda estava no UFC.

Royce Gracie 

Pode parecer estranho Royce Gracie, que não luta oficialmente desde 2007, estar nesta lista. Entretanto, o brasileiro de 44 anos chegou a pedir para Dana White que o incluísse no card do UFC Rio, que ocorrerá no dia 27 de agosto. Além disso, se trata de um dos maiores lutadores de toda história do MMA. Com ele o UFC foi fundado, e a tradicional família Gracie o escolheu para lutar no UFC 1. O motivo? Mostrar como um lutador bem mais leve poderia vencer lutas contra gigantes utilizando uma técnica apurada. Isso sem contar a épica luta de meia hora que terminou empatada contra Shamrock, no UFC 5. 

Sem mais artigos