O lutador de MMA Gregor Gracie passou a ser um rosto mais reconhecido nos últimos meses. Mas, o motivo do brasileiro radicado nos EUA ter sua imagem divulgada em sites e revistas nacionais não foi exatamente o sucesso nas artes marciais, mas sim um relacionamento com a atriz Fernanda Paes Leme. 

O namoro de seis meses rendeu a Gregor uma visibilidade que ele estava longe de conhecer enquanto lutador de jiu-jitsu – sua especialidade – ou MMA (artes marciais mistas, em inglês). Mas, ter conquistado os holofotes repentinamente e sem ser pelo próprio sucesso parece não ter empolgado muito o lutador, que não sente falta nenhuma da perseguição dos fotógrafos.

“Não gostei dessa vida de celebridade. Minha vida particular interessa a mim. Não acho legal ficar expondo. Ela me avisou que isso aconteceria”, afirmou Gregor, para depois ponderar. “Mas não foi isso que atrapalhou (o relacionamento). Foi a distância mesmo”, completou o lutador que mora nos Estados Unidos há quatro anos e só passa alguns períodos curtos no Brasil.

“A gente é amigo ainda, se fala. Mas é complicado, eu moro aqui (Estados Unidos), ela tem uma carreira ai no Brasil. Mas é uma pessoa super legal, continuamos nos falando numa boa”, disse o lutador de 24 anos, em entrevista ao Virgula Esporte.

Símbolo sexual

O relacionamento com Fernanda Paes Leme também abriu as portas do lutador para uma outra possibilidade: a de virar símbolo sexual. Gregor Gracie foi destaque do mês de outubro da revista TPM, destinada ao público feminino. Apesar de as mulheres suspirarem pelo garotão, ele garante que não faz nada para que isso aconteça.

“Sou zero vaidoso. Para mim, as meninas não falam nada, acho que ficam com vergonha, mas meus amigos volta e meia ouvem algumas coisas de mim”, revelou.

UFC

Outro assunto que está na cabeça de Gregor é a possível entrada no Ultimate Fighting Championship (UFC). Como um bom integrante da família Gracie, o brasileiro é especialista em jiu-jitsu e, por isso, já treina e ajuda dois dos campeões do maior torneio de MMA do mundo, Georges St-Pierre e Frankie Edgar.

O lutador revela que já teve conversas com os dirigentes do UFC para um possível contrato para 2012, mas ainda não há nada certo. Enquanto isso, Gregor vai aproveitando outros campeonatos e lutas para pegar ritmo dentro da modalidade. Em seu cartel, o carioca possui 6 vitórias e apenas 1 derrota.

Na categoria até 77kg, caso entre no Ultimate, o brasileiro teria que buscar o cinturão que atualmente está nas mãos do canadense St-Pierre. Essa possibilidade, no entanto, é descartada por Gracie por conta de uma espécie de “código de ética” dos lutadores.

“Não lutaria com ele (St-Pierre). A gente treina junto e sabe um do outro. Infelizmente, mas é algo que eu não passaria por cima. Ele me ajudou muito e se eu entrasse no UFC, não lutaria com ele”.

A proximidade com St-Pierre é tão grande que Gregor Gracie admite até mesmo torcer para o canadense, caso ele fizesse a esperada luta com o brasileiro Anderson Silva. “Essa luta é complicada. Apesar de ser brasileiro e de o Anderson estar levantando muito o nome do MMA aí no Brasil, eu treino com o Georges. Torceria para ele”, afirmou.

Apesar de ainda não confirmado, caso Gregor Gracie for contratado pelo UFC será mais um motivo para homens e mulheres ficarem ligados no MMA. Para uns, o motivo está no sobrenome de peso que carrega um integrante da família Gracie. Para outras, as razões podem ser vistas na galeria de fotos acima.

Veja também:

Veja fotos do UFC on Fox que deu a Cigano o status de campeão dos pesados
Famosos que são fãs do UFC
Ring Girl Arianny Celeste é destaque da Playboy dos EUA; conheça a gata

Sem mais artigos