O ex-jogador de basquete Ervin “Magic” Johnson e atual líder empresarial afro-americano é uma das pessoas interessadas em adquirir a equipe de beisebol profissional Los Angeles Dodgers.

Em suas primeiras declarações a respeito, Johnson disse que “é um grande fã do beisebol, e está consciente do que significam os Dodgers para o beisebol e para a cidade de Los Angeles”.

Johnson teve uma primeira conversa sobre esse assunto há aproximadamente um mês com Stan Kasten, ex-presidente do Atlanta Braves e do Washington Nationals.

Mark Walter, presidente da Guggenheim Partners, uma firma de serviços financeiros em nível mundial, possui a parte majoritária econômica do grupo chamado Guggenheim Baseball Management, que pretende adquirir os Dodgers.

De acordo com Johnson, caso esse grupo adquirisse os Dodgers, Walter seria o encarregado da parte econômica; Kasten focaria nas operações de beisebol; e o ex-jogador de basquete funcionaria como presidente da equipe e procurador de talentos.

Johnson já teve conversas com os outros seis grupos interessados em comprar os Dodgers, antes de se unir a Walter e Kasten.

A ex-estrela do basquete deixou sua posição de proprietário do Los Angeles Lakers em outubro de 2010, ao vender 4,5% de ações que possuía dentro da equipe com a qual triunfou como jogador de basquete.

O processo de venda dos Dodgers, que pode custar acima de US$ 1 bilhão, poderia começar na próxima semana, quando os detalhes financeiros da equipe forem divulgados aos possíveis compradores.

Sem mais artigos