Mano Menezes afirmou nesta sexta-feira que a final dos Jogos Olímpicos de Londres é o primeiro grande teste do grupo de jogadores que disputa a competição e formam a base para a disputa da Copa do Mundo de 2014.

O treinador admitiu que o duelo contra o México, neste sábado, às 11h (horário de Brasília) não é o mais importante da história do futebol brasileiro, mas “é o mais importante deste grupo”.

Mano ainda tentou tirar o peso da responsabilidade de conquistar o ouro olímpico de seus jogadores, descartando estar preocupado com o passado do país nos Jogos. “Eu não tenho relação com as finais que o Brasil não ganhou. Só é possível ganhar se formos melhores que o México. Podemos ganhar, confiamos em nosso potencial”, afirmou.

Como é de praxe em duelos decisivos, o comandante descartou qualquer favoritismo na partida e ressaltou a campanha que as duas equipes fizeram na competição, garantindo que sua equipe está pronta para o título. “Chegamos bem preparados para a final e o que temos que fazer no último dia é o que fizemos até agora”, comentou.

Sobre o duelo onde será realizada a disputa da medalha de ouro, Mano mostrou reverência. “Se quiséssemos um palco para ganhar uma medalha de ouro, não poderíamos escolher um local melhor que Wembley”, disse.

Por último, Mano ressaltou que a vitória neste sábado seria o primeiro passo para começar um ciclo vencedor, como o que vive a Espanha. “Nos últimos anos ficamos bastante atrás e seria dar um pequeno passo para voltar”, concluiu o treinador.

Sem mais artigos