A possibilidade de ver um argentino ou qualquer jogador de outra nacionalidade vestindo a camisa do Brasil pode ser considerada quase nula, pelo menos enquanto Mano Menezes for o técnico da seleção brasileira.

Em entrevista à Band, na manhã desta quinta-feira, Mano foi claro quanto ao seu posicionamento em relação a naturalização de jogadores para atuar por outros países.

“Eu sou contra essa coisa de naturalização. Isso pode perder essa questão do sentimento de nação”, afirmou Mano.

Além disso, o treinador despistou com relação ao caso específico de Darío Conca, que está em busca de sua naturalização brasileira e foi eleito o melhor jogador do Brasileirão 2010.

“O Brasil tem muitas opções de jogadores para essa posição”, encerrou.

O próprio Conca também já havia dito que entrou com o pedido de naturalização apenas para facilitar alguns processos burocráticos que enfrenta no Brasil.

Sem mais artigos