O Maracanã está em reta final de preparação para ser entregue nesta quinta-feira (22) à Fifa, que ficará a frente do estádio até dias depois da final da Copa do Mundo, uma das sete partidas que disputadas no local no torneio de seleções.

Hoje, os trabalhos se concentravam na instalação das mesas da tribuna de imprensa, limpeza dos camarotes, corte da grama, tudo para que a entidade encontre o estádio “perfeito”, conforme explicou o secretário da Casa Civil do Governo do Estado, Leonardo Espíndola, em entrevista coletiva concedida nessa quarta-feira (21).

Fluminense e São Paulo se enfrentaram ontem pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, com resultado de 5 a 2 para os cariocas, no último jogo oficial do estádio antes do Mundial. Já no fim de semana, os clubes cariocas já terão que procurar “nova casa”. O Botafogo, por exemplo, receberá o Vitória no Moacyrzão, em Macaé.

Além das medidas preparatórias para a competição, o representante do Poder Executivo ainda garantiu que o Rio de Janeiro estará pronto para qualquer eventualidade, inclusive as possíveis manifestações. Espíndola ainda garantiu que se houver greve das polícias durante o Mundial, o governo federal dará suporte ao Estado.

Sem mais artigos