Diego Armando Maradona, atualmente desempregado, afirmou em entrevista publicada na Alemanha que gostaria de trabalhar por uma semana junto com o espanhol Josep Guardiola, no Bayern de Munique, e ainda ofereceu seu “passe”, caso outro argentino ilustre seja contratado pelo clube bávaro.

“Se o Bayern acertar com Messi, eu viro auxiliar do Guardiola”, disse o ex-comandante da seleção albiceleste, à revista Sport Bild.

O lendário craque, no entanto, fez uma ressalva sobre a possível contratação do camisa 10 do Barcelona pelo time bávaro, que já foi especulada pela imprensa europeia: “seria o fim do futebol, ficariam todos relegados a um segundo plano”.

Maradona ainda aproveitou para fazer elogios ao capitão do Bayern, Philipp Lahm, que passou a atuar também como volante, e também ao centrovante polonês Robert Lewandowski, do Borussia Dortmund, que atuará pelo clube bávaro na próxima temporada.

Sem mais artigos