Os esclarecimentos sobre o caso Wagner Tardelli não aconteceram após a primeira aparição pública de Marco Pólo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF). Segundo o dirigente, ninguém garante que posso ter havido algo real.

 

“Pode ser que não seja nada”, disse o presidente da FPF em entrevista à Rádio Globo.

 

Sobre um possível envelope ou envolvimento de uma ligação do São Paulo, o presidente também desconversou e disse não saber da história.

 

“Eu não perguntei a ela [Lílian, secretária do presidente] o nome da pessoa que ligou”, completou Del Nero.

 

O nome da secretária, que foi quem poderia ter passado a história e repassado para o presidente, foi afastada do cargo e remanejada na entidade.
 

 

Leia também:

 

Após descobrir que denúncia de suborno partiu da FPF, São Paulo rompe com a entidade

Sem mais artigos