O Palmeiras teve a vitória nas mãos neste domingo, no Pacaembu. Com o jogo empatado em 1 a 1, Marcos Assunção desperdiçou um pênalti aos 46 minutos do segundo tempo, que foi defendido pelo jovem goleiro Rafael, substituto de Fábio. O empate deixa o Palmeiras em sexto na tabela, com 33 pontos, cinco na frente do Cruzeiro, o décimo, com 28.

A primeira etapa da partida apresentou um confronto muito equilibrado entre as duas equipes, porém nivelado por baixo. Os dois ataques foram ineficientes e pouco ameaçaram aos goleiros, que contrastavam dois momentos totalmente diferentes. De um lado o pentacampeão Marcos, perto da aposentadoria, e do outro Rafael, jovem promessa Celeste que substituiu o titular Fábio, na seleção brasileira.

Situações opostas também no banco de reservas: o treinador Emerson Ávila fazia sua estreia no comando do Cruzeiro, enquanto Felipão já tem história no clube paulista e vive dias turbulentos no Verdão.

Para o segundo tempo, Luan e Fernandão assustaram o menino no gol do time mineiro. Aos 23 minutos, Luan fez o primeiro gol da partida, após rebote de Rafael. Pouco mais de 15 minutos depois, Montillo chamou a responsabilidade e empatou o duelo, em jogada individual.

Quase no fim do jogo, o árbitro marcou um pênalti de Gilberto em cima de João Vitor. Marcos Assunção bateu firme no meio da meta, mas o goleiro Rafael garantiu o empate para a Raposa.

Na próxima rodada, o Palmeiras enfrenta o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, e o Cruzeiro mede forças com o Fluminense, em Uberlândia.

Sem mais artigos