Embora tenha sido pouco exigido, o goleiro Marcos brilhou nos momentos em que foi acionado durante a vitória do Palmeiras por 3 a 1 sobre o Paulista, em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Paulista. O capitão voltou a ocupar o posto de titular do time alviverde após cinco meses de afastamento.

Quando a equipe já vencia por 3 a 0, fez uma defesa de gala. No primeiro tempo, chegou a realizar uma intervenção com direito a domínio no peito e festa nas arquibancadas.

De qualquer forma, o veterano ainda não se sente totalmente seguro em relação ao joelho lesionado. Tanto é que o técnico Luiz Felipe Scolari estuda promover sua volta gradativamente, poupando-o do clássico de domingo (30) contra a Portuguesa, no Canindé. “Preciso saber como meu joelho reagirá após essa volta e ver como acordarei nesta sexta-feira. Estou treinando bastante, realizando atividades bem diferenciadas. Mas preciso saber se meu joelho vai estar bem para o jogo do final de semana. Tudo vai depender”, comentou em entrevista após o jogo.

O departamento médico alviverde estuda fazer um revezamento de “jogo sim, jogo não” para o goleiro palmeirense. Mesmo assim, as presenças dos reservas Deola e Bruno tranquilizam Felipão. Quanto a Marcos, já é certa sua aposentadoria no final da temporada. O tema valeu até brincadeiras na entrevista, bem ao seu estilo despojado. “Fiz uns cálculos de quantos jogos o Palmeiras deverá fazer neste ano. Deve fazer umas 87 partidas. Hoje, eu tenho 507 jogos pelo Palmeiras. Acho que dá para chegar aos 510”, brincou.

Sem mais artigos