A brasileira Marta, que atua no Tyreso, da Suécia, e que já foi cinco vezes considerada a melhor jogadora do mundo, confirmou sua participação na 11ª edição do Jogo contra a Pobreza, que foi criada por Ronaldo em parceria com Zinédine Zidane e será realizada no dia 4 de março, em Berna, na Suíça.

Segundo informa nesta terça-feira (29) a Fifa, além de Marta acabam de confirmar participação os italianos Gennaro Gattuso e Christian Vieri e o holancês Phillip Cocu.

Marta, embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e duas vezes vice-campeã olímpica com o Brasil, participará do encontro pela segunda vez, já que atuou no jogo realizado em Fez (Marrocos) em 2007.

Na ocasião, Marta se transformou na primeira mulher da história a participar de um jogo de futebol masculino internacional.

“Fico honrada de participar novamente desta importante partida e ter a oportunidade de me unir aos jogadores, aos treinadores, ao árbitro, às equipes técnicas e ao público para nos mobilizarmos a favor das Filipinas”, indicou Marta.

A relação de jogadores propostos são Ronald de Boer e Phillip Cocu (Holanda), Steve McManaman (Inglaterra), Robert Pires, Claude Makelele e Youri Djorkaeff (França), Jens Lehmann (Alemanha), Gaizka Mendieta, Fernando Hierro e Michel Salgado (Espanha), Paulo Sousa e Deco (Portugal), Marta, Giovane Élber, Juliano Belletti, Roberto Carlos (Brasil), Pavel Nedved (República Tcheca), Gianluca Zambrotta, Gennaro Gattuso, Christian Vieri (Itália), Hakan Sukur (Turquia) e Freddie Ljungberg (Suécia).

O time dos dois astros da história do futebol mundial irão enfrentar a equipe do Young Boys & Amigos, da Suíça, que terá craques do presente e do passado. O time será treinado pelos ex-jogadores suíços Stéphane Chapuisat e Hakan Yakin.

O italiano Pierluigi Collina será o árbitro da partida, cuja arrecadação será destinada aos esforços de recuperação nas Filipinas após a passagem do tufão Haiyan.

Sem mais artigos