A organização do Masters 1000 de Madri afirmou que quer seguir com o saibro azul, como fez no torneio do ano passado, esperando que essa ideia inovadora seja definitivamente acolhida pelos jogadores.

Esse conceito de mudar da terra vermelha para terra azul foi proposto pelo proprietário do torneio, o romeno Ion Tiriac, e já no ano passado vários jogadores aprovaram. Apesar disso, a ideia ainda não conta com a aprovação oficial da ATP, mas sim com o sinal verde da WTA.

“Cedo ou tarde esta quadra vai se impor”, disse nesta quarta-feira Manolo Santana, diretor do torneio.

Sem mais artigos