O médico da seleção brasileira, José Luiz Runco, descartou hoje que as lesões de Kaká e Luís Fabiano sejam graves e ponham em perigo a participação dos jogadores na Copa do Mundo da África do Sul.

“Não existe nenhum tipo de previsão para que eles não possam participar normalmente do cronograma de trabalho. Com Luís Fabiano está tudo dentro do normal e Kaká apresenta um edema na musculatura da coxa direita. A situação é extremamente propícia e não nos preocupa”, indicou Runco em entrevista coletiva.

Segundo ele, Kaká já não tem mais problemas no púbis, cujos efeitos afetaram o rendimento do jogador no Real Madrid.

Comentando sobre a falta de ritmo de Kaká durante a última temporada no futebol espanhol, o preparador físico Paulo Paixão indicou que “às vezes, não jogar muito na temporada é algo benéfico para nós, porque não causa cansaço e dificuldades”.

Para ele, que também foi o preparador físico no Mundial da Alemanha, em 2006, “não existe uma preocupação relacionada ao fator idade”, em referência ao fato de a seleção contar com o maior número de jogadores maiores de 30 anos em sua história nas Copas.

“Tanto os de 30 como os de 20 anos chegarão em iguais condições para a Copa”, asseverou Paixão.

Runco explicou que Curitiba foi a cidade escolhida para começar a preparação ao Mundial pelas “condições de infraestrutura” que oferece o clube Atlético-PR e pela semelhança do clima da capital paranaense com aquele que a seleção encontrará na África do Sul.

“No ano passado, na Copa das Confederações (na África do Sul), usei mais remédios para gripes e resfriados que medicamentos para lesões e fadiga muscular. Isso nunca havia me acontecido nos 32 anos que trabalho no futebol”, apontou o médico.

A maior parte dos jogadores brasileiros chegou hoje a Curitiba, onde a equipe permanecerá até a próxima quarta-feira, quando viajará a Brasília para receber a bandeira das mãos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dali seguir ao território sul-africano.

O meia Kléberson deve chegar a Curitiba nesta noite, após jogar pelo Flamengo ontem à noite contra o Universidad de Chile pela Copa Libertadores, torneio do qual os rubro-negros foram eliminados.

O goleiro Julio César, o zagueiro Lúcio e o lateral-direito Maicon se juntarão à equipe no domingo, após disputar no sábado com a Inter de Milão a final da Liga dos Campeões da Europa.

Sem mais artigos