O médico do Bolton, Jonathan Tobin, afirmou nesta quarta-feira que o jogador Fabrice Muamba esteve morto durante 78 minutos após o ataque cardíaco que sofreu no sábado durante a partida entre sua equipe e o Tottenham.

Tobin revelou em entrevista coletiva que tentou reanimar Muamba, sem sucesso, durante 78 minutos, sendo 48 minutos depois que o jogador sofreu a parada cardíaca súbita e foi transferido ao Chest Hospital de Londres e outros 30 ao chegar à clínica.

“Durante esse tempo Muamba esteve morto”, garantiu.

O médico do Bolton disse estar “assombrado” com a recuperação do jogador de origem congolesa já que temia pelo pior.

“Não esperávamos esta recuperação, é incrível. São os primeiros passos de um longo caminho que Fabrice vai ter de percorrer”, acrescentou.

Tobin comentou também que Andy Mitchell, um dos fisioterapeutas da equipe, foi o primeiro a ver Muamba caído sobre o gramado após o ataque cardíaco.

“Mitchell gritou: ‘Entra no campo, entra no campo!’ Era óbvio que estava acontecendo alguma coisa importante”, disse Tobin.

O médico declarou também que o jogador recebeu duas descargas elétricas ainda no campo, outra no túnel de vestiários e mais 12 na ambulância que o transportava ao hospital.

Os médicos que atenderam o jovem meia no Chest Hospital de Londres se mostraram cautelosos sobre a volta do atleta ao futebol profissional já que o processo de recuperação está apenas começando e pode ser longo.

Sem mais artigos