O meia Bernardo, do Vasco da Gama, foi sequestrado, amarrado e torturado por um grupo de traficantes dentro do Complexo da Maré depois de supostamente ter se envolvido com uma das mulheres do chefe tráfico, informaram nesta sexta-feira (26) fontes policiais.

Os fatos ocorreram no último domingo em um complexo de comunidades da zona norte do Rio, mas só vieram à tona hoje, quando a Polícia Civil confirmou que está investigando as agressões sofridas pelo jogador do Vasco, que vive uma crise por causa da péssima campanha no primeiro semestre e pela recente saída do zagueiro Dedé.

Segundo a investigação, Bernardo foi sequestrado por um grupo de traficantes em uma das comunidades da Maré, onde estava na companhia de uma mulher identificada como Dayana Rodrigues, a qual supostamente seria sua amante.

Aparentemente, Bernardo e Dayana foram retirados à força da casa em que estavam, na Favela Salsa e Merengue, e foram levados para outro local no Morro do Timbau, onde ambos tiveram suas roupas tiradas, foram amarrados, pisoteados e torturados.

De acordo com a fonte, o jogador foi submetido a choques elétricos, enquanto a mulher foi baleada nas pernas. Após serem libertados, o meia do Vasco levou à jovem até o Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio, onde a mesma foi internada com sete ferimentos de bala.

Segundo os primeiros relatos da investigação, a tortura ao casal teria sido ordenada por um traficante identificado como Marcelo Santos das Dores, o chamado Menor P, chefe do tráfico de drogas na comunidade.

No momento em que foi sequestrado, o meia do Vasco também estaria na companhia de outros dois jogadores profissionais – Charles, do Palmeiras, e Wellington Silva, do Fluminense – que teriam escapado dos traficantes por serem do Complexo da Maré e terem conhecidos na região. O lateral direito do Fluminense ainda teria defendido Bernardo perante os traficantes.

Já Bernardo, que está afastado do Vasco por causa de uma lesão no joelho, é tido como um dos principais jogadores da equipe, com a qual foi campeão da Copa do Brasil em 2011.

Meia Bernardo, do Vasco, é torturado por traficantes do Complexo da Maré

Sem mais artigos