Se o 13 de janeiro de 2014 ficará com certeza guardado na memória de Cristiano Ronaldo para sempre por ter sido escolhido o melhor jogador do mundo na temporada 2012/2013 pela Fifa, o craque português tem mais dois fatos para saborear. Seu maior “rival”, Lionel Messi, e o Barcelona, clube em que atua o argentino, renderam-se ao futebol praticado pelo jogador do Real Madrid.

Messi não deixou de elogiar Ronaldo na entrevista coletiva que aconteceu antes da premiação.

“Não é a primeira vez que o digo: é admirável aquilo que Cristiano tem feito no seu clube e na seleção. Já destaquei a classe dele enquanto jogador. Apesar de sermos rivais, concorrentes no Barça e no Real, é importante destacar os bons jogadores”, opinou Leo.

Depois da cerimônia, La Pulga falou à imprensa, segundo notícia do site do jornal português A Bola.

“Quero felicitar o Cristiano porque foi o justo vencedor. Não tenho mais nada a dizer. Foi um ano bom para os três (Ronaldo, Messi e Ribéry) e, por isso, estávamos aqui. Não tenho de reclamar nem de me desculpar com nada”, falou.

Já o clube catalão, logo após a coroação do camisa 7 merengue, publicou em seu Twitter uma mensagem parabenizado a meta alcançada pelo português.

“O ganhador do FIFA Bola de Ouro é Cristiano Ronaldo. Parabéns por parte do FC Barcelona!”, escreveu o clube, que não deixou, porém, de salientar no Facebook que Messi chegou pela oitava vez consecutiva como finalista do prêmio.

Radiante

Cristiano Ronaldo se mostrou radiante após a cerimônia na qual ganhou seu segundo prêmio, e ressaltou que “é uma recompensa individual” que compartilha com seus companheiros do Real Madrid e da seleção portuguesa.

“Senti uma grande emoção porque estava minha mãe e meu filho, por isso chorei. Estou orgulhoso e feliz”, disse o craque ao canal de televisão do jornal francês L’Equipe.

“Esta é uma recompensa individual, mas eu quero compartilhá-la com meus companheiros do Real Madrid e da seleção de Portugal. Se me deram é porque mereço, mas também mereciam Messi e Ribéry que são grandes jogadores que fizeram uma grande temporada”, acrescentou.

O atacante português não soube escolher qual de suas duas Bolas de Ouro foi mais especial, embora dessa vez Cristiano tenha se mostrado muito mais emocionado.

“Cada Bola de Ouro é especial, não há uma mais importante que a outra. A primeira que ganhei foi algo enorme e esta foi mais emocionante porque estava mim mãe e meu filho”, declarou.

Sem mais artigos