Apesar de ter sido expulso na partida do último domingo contra a Costa do Marfim, o meia Kaká comemorou sua atuação na vitória por 3 a 1 que garantiu a classificação do Brasil às oitavas de final da Copa do Mundo com uma rodada de antecedência.

“É um alívio. Não estive tão à vontade nos dois amistosos antes da Copa (contra Zimbábue e Tanzânia) e no primeiro jogo da Copa, pela ansiedade. Mas contra a Costa do Marfim consegui jogar bem”, afirmou nesta terça-feira, em entrevista coletiva na concentração da seleção brasileira em Johanesburgo.

Autor de duas assistências (para o gol de Elano e o primeiro de Luís Fabiano), Kaká ressaltou a importância dos lances decisivos.

“A jogada do primeiro gol foi importante por ter sido um gol do Luís Fabiano, para mostrar nosso entrosamento desde os tempos de São Paulo, mas no outro gol fiquei também muito feliz por ter dado uma assistência clássica”, disse, referindo-se à arrancada característica dos melhores tempos de sua carreira.

Por sinal, a jogada em velocidade que resultou no terceiro gol do Brasil representa, para o meia, um sinal de que ele está perto de sua melhor forma.

“Minha recuperação vem sendo muito boa, nesse jogo já consegui dar umas arrancadas e isso me deixa mais confortável dentro de campo”, explicou.

“Passei por muitas dificuldades fisicas durante toda a temporada, e isso para mim foi o pior porque sempre tive uma vida de atleta, bem regrada. Hoje sei da importância que é para um jogador ter bom condicionamento físico devido ao número de jogos, então me incomodava não atingir a melhor forma física”, acrescentou o camisa 10 da seleção.

Kaká admitiu sentir dores após as partidas, mas não as considera como preocupantes.

“Depois dos jogos sinto dores, mas não no pubis, não é uma coisa que me atrapalha ou interfira em nada”, garantiu.

O jogador também afirmou que o fato de ficar de fora da partida contra Portugal, por estar suspenso, tem um lado benéfico.

“(A suspensão) atrapalha um pouco essa evolução que vinha tendo no número de jogos, mas tem um lado positivo, já que terei uma semana para fazer trabalhos de fortalecimento muscular”, concluiu.

Mesmo expulso, Kaká diz sentir "alívio" por boa atuação contra Costa do Marfim

Sem mais artigos