Melhor jogador do mundo nos últimos quatro anos, Lionel Messi afirmou em entrevista publicada neste domingo (27) no jornal “Clarín”, que não se importa com recordes, mas sim, conquistar todos os títulos possíveis com o Barcelona e com a seleção argentina.

“Não é meu objetivo romper marcas”, sentenciou o craque, que completou dizendo que como jogador ainda precisa se aprimorar. “Vivemos tentando melhorar em qualquer âmbito da vida e eu, no futebol, não sou exceção”, afirmou.

Sobre a necessidade de poder atingir um desempenho melhor, Messi também citou que o Barcelona não é “perfeito”. O craque argentino, no entanto, afirmou que melhorar é um trabalho que cabe ao técnico Tito Vilanova.

Sobre sua equipe, Messi comentou que vê “muito pouca diferença” entre o período de comando por Josep Guardiola e o atual, que tem Vilanova a frente. “Aos dois gosta o bom jogo e o de posse de bola. Cada um tem sua personalidade, mas vêem bem o futebol”.

Sobre a seleção argentina, o maior camisa 10 da atualidade garantiu que que a meta principal é “classificar o mais rapidamente possível para o Mundial”. Nas Eliminatórias para a Copa de 2014, a equipe comanda por Alejandro Sabella ocupa o primeiro lugar, com 20 pontos, faltando sete rodadas para o fim da competição.

Sem mais artigos