Após a confirmação da saída de Josep Guardiola do Barcelona no final desta temporada, o atacante argentino Leonel Messi, que não conseguiu levar seu time à final da Liga dos Campeões, agradeceu “de coração” tudo o que o treinador fez por sua carreira profissional e também em sua vida pessoal.

“Devido à emoção que sinto, preferi não estar presente na entrevista coletiva de Pep. Sei que eles buscarão os rostos de pena dos jogadores e isto é algo que decidi não demonstrar”, disse o argentino em sua página no Facebook.

Apesar da ausência de Messi, a entrevista coletiva, realizada no Camp Nou, contou com alguns jogadores do elenco, como Puyol, Xavi, Iniesta, Valdés, Piqué, Cesc Fabregas, Busquets e Pedro.

No comando da equipe espanhola desde 2008, Guardiola, de 41 anos, completou quatro temporadas em alto nível no clube, período em que o Barcelona conquistou 13 títulos, incluindo duas Ligas dos Campeões e três Campeonatos Espanhóis.

O técnico, que foi apresentado no dia 17 de junho de 2008, realizará seu último jogo como treinador da equipe na final da Copa do Rei, no dia 25 de maio, diante do Athletic Bilbao, que, na última quinta-feira, conseguiu se classificar para a final da Liga Europa ao vencer o Sporting por 3 a 1.

O argentino Marcelo Bielsa, atual treinador do Athletic Bilbao, é o nome preferido entre os torcedores do Barça para substituir Guardiola no comando da equipe. Apesar da preferência da torcida, o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, já anunciou que Francesc Tito Vilanova, o auxiliar de Guardiola, será o novo treinador do Barça.

Sem mais artigos