Carlos Bilardo foi técnico da seleção argentina nas Copas de 1986 e 1990, quando o país foi campeão e vice, respectivamente. Tendo dirigido o craque Diego Maradona em ambos os Mundiais, o aposentado treinador deu uma opinião preocupante para as outras seleções que entram em campo a partir do dia 12 de junho: Messi chega melhor em 2014 do que Maradona chegou em 1986.

Para quem não se lembra, El Pibe deitou e rolou nos gramados mexicanos há 28 anos, quando a Albiceleste ganhou seu segundo título do torneio. Foi naquela Copa que ele, inclusive, marcou aquele gol antológico contra a Inglaterra, driblando praticamente o time todo (assista abaixo).

“Chega melhor o Messi”, respondeu Bilardo, secamente, quando questionado pela emissora C5N nesta quinta-feira (22) sobre qual momento era melhor em comparação.

Vale lembrar que aquele selecionado campeão mundial tinha sim nomes de peso, mas é comum ouvir que Maradona “levou o time nas costas”, devido ao abismo técnico que o separava dos companheiros. Se compararmos com a Argentina de hoje, Messi está mais munido de qualidade técnica, com exceção da defesa, bastante criticada.

O treinador campeão mundial, que hoje é coordenador de seleções em seu país natal, ainda reclamou do abuso que a imprensa faz sobre o atual camisa 10 do Barcelona.

“Se estamos em 30 em uma delegação e chegamos em qualquer país, todo o pessoal da imprensa e as pessoas vão em cima  de Messi. Diego (Maradona) resistia”, relatou Bilardo sobre a distância que o antigo craque se postava diante da mídia.

Além disso, o ex-comandante opinou que “Messi está bem, mas não muito no momento”, mas afirmou que o canhoto ainda é “o melhor do mundo”, apesar de ter perdido a última BOla de Ouro da Fifa para o português Cristiano Ronaldo.

Sem mais artigos