Mesmo como grande favorita e jogando em casa, a Argentina não conseguiu vencer a Bolívia nesta sexta-feira, pela terceira rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, e deixou o campo amargando um empate por 1 a 1.

Com mais um tropeço nas Eliminatórias, os argentinos chegaram aos 4 pontos, ao lado do Uruguai, que esta noite enfrenta o Chile, em Montevidéu. Além disso, quatro seleções estão com 3 pontos e podem roubar posições da Argentina nesta rodada. No confronto entre Colombia e Venezuela, por exemplo, qualquer uma das duas seleções que vencer passa a seleção de Messi na tabela de classificação.

Essa é a segunda vez que os bolivianos frustram os torcedores argentinos neste ano. No dia 1º de julho, na estreia da Copa América, o time visitante surpreendeu os donos da casa com um empate em 1 a 1, num jogo em que chegaram a sair na frente no placar.

No primeiro tempo o time do técnico Alejandro Sabella pressionou, mas se deparou com um adversário muito recuado e não conseguiu marcar. Aos 21 minutos, Messi partiu em velocidade e foi derrubado. Na sobra, Higuaín bateu cruzado e balançou as redes, mas o árbitro, que já havia marcado falta, invalidou o gol.

Aos 33, Javier Pastore, em belíssima jogada, bateu da entrada da área, mas acertou a trave de Arias.
No segundo tempo veio a surpresa. Aos 10 minutos, Marcelo Moreno aproveitou a bobeira de Demichelis para roubar a bola. O ex-cruzeirense cortou Burdisso e soltou uma bomba de esquerda para abrir o placar.

Após sofrer o gol, o time argentino acordou para a partida e empatou quatro minutos depois. Lavezzi recebeu grande passe de Gago, se livrou da marcação e acertou o canto para empatar o jogo. Pouco depois, aos 21, novamente Lavezzi bateu no canto, mas Arias conseguiu mandar para escanteio.

Sem eficiência para marcar, o jogo ficou morno e até o craque Messi decepcionou a torcida chutando muito mal após receber a bola na área. No final da partida, aos 45, Pastore teve a chance de mudar o jogo, mas mandou uma bomba para fora.

Sem mais artigos