O ex-jogador Michael Ballack se negou a prestar declarações no julgamento rápido realizado nesta manhã no Juizado de Instrução da cidade espanhola de Trujillo, por um crime contra a segurança viária, pelo qual a promotoria pediu multa de quase 10 mil euros e a perda da habilitação do alemão.

Ballack foi flagrado pela Guarda Civil de Tráfego dirigindo a 211 km/h, velocidade muito superior aos 120 km/h permitidos, no quilômetro 268 da estrada A-5 província de Cáceres. Por causa disso, um promotor pediu a retirada do direito de dirigir por 2 anos e meio.

O ex-jogador da seleção alemã esteve acompanhado no julgamento rápido por um advogado local, já que seu defensor não foi encontrado na Alemanha.

O promotor informou que neste caso, normalmente se chega a um acordo, mas como isso não aconteceu, foi marcada uma nova audiência para o fim do mês. Como não foi pedida a prisão do jogador, Ballack pode, inclusive, não comparecer ao novo julgamento.

Sem mais artigos