O Flamengo anunciou que desistiu de contratar o atacante Robinho devido ao elevado preço exigido pelo Milan, após reunião realizada na última segunda-feira entre integrantes da nova diretoria do clube carioca, que tomará posse na próxima semana, e o vice-presidente dos ‘rossoneri’, Adriano Galliani.

“Em virtude do valor solicitado para realização do negocio, achamos por bem, neste momento, não seguir adiante nas negociações para contratação do jogador”, afirmou a nova diretoria em comunicado emitido na noite desta terça.

Na nota, os dirigentes admitiram que se reuniram com Galliani, que está no Brasil de férias, mas também tentando negociar Robinho e outro atacante brasileiro, Alexandre Pato.

“No último dia 24, o futuro vice-presidente de futebol, Wallim Vasconcellos, juntamente com o futuro vice-presidente de relações externas, Flávio Godinho, se reuniu com o senhor Adriano Galliani, representante do Milan, com objetivo de buscar informações sobre as condições desejadas pelo clube para possibilitar a transferência do jogador”, informa o comunicado.

A retirada do Flamengo da briga por Robinho deixa o caminho livre para um possível retorno do jogador ao Santos, única equipe além do Rubro-Negro que manifestou interesse pelo atacante de 28 anos.

Sem mais artigos