Que Mario Balotelli tem um temperamento difícil, isso todo mundo sabe. Inclusive os dirigentes do Milan, desde antes de decidirem contratar o jogador. Mesmo assim, resolveram apostar no atacante que, dentro de campo, realmente sabe fazer gols. Porém, fora das quatro linhas, e muitas vezes dentro dela também, Super Mario segue preocupando a cúpula rossonera.

De acordo com informações do jornal italiano La Stampa, os diretores milanistas estariam estudando a possibilidade de contratar um psicólogo para acompanhar os passos do atleta. A ideia seria inspirada em um modelo utilizado nas categorias de base do clube, onde cada jovem tem uma espécie de tutor que cuida do comportamento dos futuros profissionais. Para convencer Balotelli, o vice-presidente do clube, Adriano Galliani, usaria o agente Mino Raiola, com quem o jogador tem boa relação.

O fato decisivo, e mais recente, que culminou na decisão de se tomar alguma atitude foi a suspensão de três partidas que Balotelli levou por ter ameaçado o árbitro do jogo contra o Napoli, no domingo. Esta foi a sexta expulsão de Balo, que tem apenas 23 anos. Além disso, o atacante já recebeu 60 amarelos e foi suspenso por um total de 24 jogos na carreira.

Sem mais artigos