O presidente da Inter de Milão, Massimo Moratti, afirmou neste sábado que, como torcedor, gostaria de contar com o atacante argentino Lionel Messi, mas que como presidente do clube italiano reconhece que é muito difícil, já que custaria muito mais de 100 milhões de euros, quantidade que não pode pagar.

Com as declarações, dadas à emissora de televisão “Sky Sport Italia”, Moratti foi de encontro ao que disse recentemente diante de um grupo de torcedores. Em tom irônico, o dirigente havia afirmado que contrataria a jovem estrela na janela de transferências do começo de 2011.

Perguntado hoje sobre a possibilidade, o técnico da Inter, Rafael Benítez, disse, também com ironia, que se Moratti quisesse reforçar a equipe com o argentino, não se oporia.

“Se o presidente quer contratar Messi, não sou eu quem vai dizer não”, declarou, em meio a risos.

Por conta da grande repercussão obtida por suas palavras, o presidente do clube de Milão se viu obrigado a ir a público e desmenti-las.

“A piada sobre Messi serviu para que se fale menos das lesões (de vários jogadores da Inter). A única certeza é que, como torcedor, seria lindo ter Messi. Como presidente, me parece muito difícil”, explicou Moratti.

Sem mais artigos