Sem aproveitar o meia Kaká com frequência, o técnico do Real Madrid, José Mourinho, disse na última sexta-feira que considera que voltar para o Milan poderia fazer bem para a carreira do brasileiro, que trocou o clube italiano pelo espanhol em julho de 2009.

A entrevista irá ao ar no canal de televisão “RAI” neste sábado, pelos 50 anos de Mourinho, não teve a data de gravação informada. No entanto, ficou claro que aconteceu depois que Real e Milan deram por encerradas, pelo menos por enquanto, as negociações para a volta do meia à equipe ‘rossonera’.

“No Real Madrid, não vimos o melhor Kaká. Ele antes de mais nada tem que ser feliz, e o Milan poderia ser uma boa solução, mas ele é um jogador do Real Madrid”, afirma o técnico português, segundo um trecho da conversa divulgado na sexta.

O executivo-chefe do Milan, Adriano Galliani, explicou que a falta de acordo entre os dois clubes se deveu às diferenças fiscais que existem entre Itália e Espanha e que fazem impossíveis de assumir as exigências do Real Madrid, mesmo depois da Kaká ter aceitado diminuir seu salário de 10 para 6 milhões de euros por temporada.

Sobre o futebol italiano, Mourinho elogiou o futebol da Juventus, a qual vê como candidata ao título da Liga dos Campeões.

“A Juventus é uma grande equipe. Sei que para eles seria mais fácil dizer que é a primeira vez que voltam a jogar a Liga dos Campeões após algum tempo de ausência e que não são favoritos, mas ao contrário do que temos ouvido dizer, que os favoritos são Real, Manchester United e Barcelona, eu desde o princípio falo de Borussia Dotmund, Bayern de Munique e Juventus que podem vencer”, comentou.

O treinador português revelou também que pretende continuar na carreira por mais duas décadas e que neste período pode inclusive retornar à Inter de Milão.

“Ainda me restam pelo menos outros 20 anos no mundo do futebol, e muita coisa pode acontecer. Por exemplo, voltar à Inter, por que não?”, cogitou. 

Sem mais artigos