José Mourinho, técnico do Real Madrid, foi o treinador de futebol mais bem pago do mundo em 2011, com uma receita anual de 14,8 milhões de euros, seguido de Carlo Ancelotti, que comanda o Paris Saint Germain (13,5 milhões), e de Pep Guardiola, à frente do Barcelona (9,5 milhões).

O português, de 49 anos, foi o primeiro técnico a receber um salário de mais de 10 milhões de euros, quando treinava o Inter de Milão. Esta é a mesma quantia que ele recebe atualmente no Real Madrid, segundo reportagem publicada nesta terça-feira na revista “France Football”.

Para a publicação, Mourinho é um excelente comunicador e tem muito carisma, por isso atrai os anunciantes. O técnico já foi o treinador mais bem pago do mundo por sete vezes.

A chegada de Ancelotti ao segundo lugar é explicada por uma conjunção de fatores: seu alto salário no Paris Saint-Germain, onde chegou em janeiro, mas também pela indenização que recebeu após sua demissão do Chelsea e pelo seu contrato como comentarista de televisão no ano passado, explica a “France Football”.

No caso de Guardiola, a revista disse que o técnico, que ainda não renovou com o Barcelona, poderia ocupar a primeira ocupação a partir do ano que vem, caso seja contratado pelo Milan, Manchester United ou por um time do Catar.

Na quarta posição está o francês Arsène Wenger, do Arsenal, que recebeu nove milhões de euros; seguido do holandês Guss Hiddink, que treina o Anzhi, com 8,6 milhões; do ex-técnico da Inglaterra, o italiano Fabio Capello, com 8,5 milhões; do britânico Alex Fergunson, do Manchester United, com oito milhões; e do técnico da seleção russa, o holandês Dick Avocaat, com sete milhões.

O top ten prossegue com o técnico da China, o espanhol José Antonio Camacho (6,1 milhões); e com italiano Roberto Mancini, do Manchester City (5,9 milhões).

Luiz Felipe Scolari, treinador do Palmeiras, ocupa a 17ª posição do ranking da revista, com uma receita anual de 4,1 milhões de euros.

Do ano de 2005 até agora, Mourinho só não ficou na primeira colocação em 2009, quando perdeu justamente para Felipão (que neste ano foi demitido do Chelsea a assumiu uma equipe do Uzbequistão).

Nos outros esportes coletivos, os treinadores mais bem pagos são os da NBA, embora seus salários não alcancem os dos técnicos de futebol.

O treinador mais bem pago no basquete americano no ano passado foi o do Boston Celtics, Doc Rivers (5,4 milhões de euros); seguido do técnico dos San Antonio Spurs (Greg Popovich) e do ex-treinador do New York Nicks, Mike D’Antoni, ambos com 4,6 milhões de euros.

Sem mais artigos