O meia do Bolton Fabrice Muamba, que sofreu uma parada cardíaca durante uma partida da sua equipe no último sábado, já respira sem a ajuda de aparelhos e reconheceu familiares nesta segunda-feira, informou o clube inglês.

“Ele é capaz de reconhecer seus familiares e responder corretamente algumas perguntas. Há sinais positivos de melhora”, apontou o comunicado conjunto emitido pelo London Chest Hospital e pelo Bolton.

Ainda assim, a unidade médica destaca que o estado de Muamba segue crítico, e por isso ele permanece internado na unidade de terapia intensiva, com acompanhamento contínuo.

A boa notícia chegou no momento em que no estádio do Bolton acontecia uma grande reunião de torcedores para rezar pelo jogador congolês.

Horas antes, o hospital já havia emitido um boletim médico anunciando “ligeiros sinais de melhora” na saúde do jogador, que havia movimentado braços e pernas. Além disso, seu coração batia sem necessidade de medicação.

O meia sofreu uma parada cardíaca aos 41 minutos do primeiro tempo do confronto entre Bolton e Tottenham pelas quartas de final da Copa da Inglaterra, no estádio White Hart Lane.

Os médicos reanimaram o jogador ainda em campo durante 10 minutos, para depois retirá-lo utilizando uma máscara de oxigênio. Muamba demorou duas horas para voltar a respirar, e permanece desde então hospitalizado em um centro especializado em problemas cardíacos.

O árbitro Howard Webb decidiu então suspender o jogo, quando o placar marcava 1 a 1, após consulta aos treinadores das duas equipes.

Ainda não há data para a disputa do término do confronto, embora a imprensa inglesa especule que o Bolton possa abandonar a competição por conta do incidente com o jogador.

Muamba respira sem ajuda de aparelhos e reconhece familiares

Sem mais artigos