Desejado por alguns clubes do futebol europeu, entre eles
Inter de Milão e Roma, ambos da Itália, o goleiro Rafael, do Santos, mostrou
indefinição quanto ao seu futuro no time de Vila Belmiro após a primeira
vitória do alvinegro no Campeonato Brasileiro, na noite da última quarta-feira
(12), diante do Atlético-MG.

“Vou ser sincero, não sei se foi minha última partida. Estou
sendo sincero”, afirmou o camisa um do Peixe, na saída do gramado, depois da
vitória por 1 a 0 sobre os mineiros. “Vamos conversar e ver o que vai
acontecer. Eu amo esse clube e, sempre que tiver aqui, vou dar o meu melhor”,
completou.

Com contrato até agosto de 2014 com o Santos, Rafael poderia
assinar um pré-contrato com qualquer time já no começo do próximo ano, saindo
assim do Santos sem deixar lucro nenhum ao Peixe, clube formado do atleta. Porém,
com a divulgação de uma informação na última quarta, que a Inter ofereceu € 5
milhões (aproximadamente de R$ 14 milhões) pelo atleta, a chance dele sair
antes são muito maiores.

Detentor de 70% dos direitos econômicos de Rafael, o Santos
estaria disposto a negociar o jogador durante a pausa da Copa das
Confederações. Já os 30% restantes estão divididos em partes iguais entre o
jogador  e o grupo Teisa (Terceira
Estrela Investimentos S.A) – formado por empresários ligados a diretoria do
clube alvinegro.

Sem mais artigos