Pela terceira vez em sua história, a Nigéria pode bater no peito e gritar que tem a melhor seleção de futebol do seu continente, já que neste domingo voltou a conquistar a Copa Africana de Nações, com vitória sobre Burkina Fasso, por 1 a 0, no Estádio Soccer City, em Johanesburgo, na África do Sul.

O golaço de Sunday Mba, que deu um chapéu dentro da área, antes de fuzilar o goleiro Daouda Diakité, aos 40 minutos do primeiro tempo, valeu o título continental e também a última vaga na Copa das Confederações deste ano. Os nigerianos vão disputar o grupo B do torneio realizado no Brasil, que tem Espanha, Uruguai e Taiti.

Antes da conquista deste domingo, os ‘Super Águias’ já haviam vencido a competição em 1980, em casa, vencendo a Argélia na decisão, e em 1994, na Tunísia, com uma vitória apertada sobre Zâmbia, por 2 a 1.

A seleção de Burkina Fasso, uma das sensações da competição, tem no vice-campeonato conquistado hoje, sua melhor participação na Copa Africana. Antes, o melhor resultado era o quarto lugar obtido em 1998, quando sediou o torneio.

Burkina também teve o melhor jogador da competição, o atacante Jonathan Pitroipa, que apesar de ter sido expulso na semifinal contra Gana, disputou a decisão, por ter conseguido o efeito suspensivo da Confederação Africana de Futebol.

A Nigéria, por sua vez, teve o artilheiro da competição, Emmanuel Emenike, que balançou as redes quatro vezes na competição, assim como o ganês Wakaso Mubarak.

Sem mais artigos