A adversária de estreia do Brasil na Copa do Mundo da África do Sul entrou em campo neste domingo no estádio Makhulong, na cidade sul-africana de Midrand, e saiu derrotada para a Nigéria por 3 a 1, em jogo marcado por uma grande confusão fora do estádio.

Para evitar a superlotação, a polícia local fechou os portões quando aproximadamente 6 mil pessoas já haviam entrado, criando, do lado de fora, um tumulto que feriu pelo menos 20 pessoas.

Dentro das quatro linhas, mesmo poupando alguns de seus titulares, os nigerianos levaram a melhor. Sob os olhares dos observadores brasileiros Taffarel e Marcelo Cabo, Yakubu abriu o placar aos 16 minutos da primeira etapa.

No segundo tempo, aos 17 minutos, Obinna cobrou pênalti e ampliou a vantagem, que foi reduzida dois minutos depois, com o gol do ‘Rooney asiático’ Jong Tae-Se.

O zagueiro Jong-Hyok Cha foi expulso aos 34 e facilitou a vida de Obafemi Martins, que saiu do banco para garantir a vitória nos acréscimos.

Agora, os norte-coreanos têm nove dias de treinamento até a estreia contra o Brasil, no grupo G do Mundial. Depois, ainda terão de enfrentar Portugal e Costa do Marfim.

Já a Nigéria, do técnico sueco Lars Lagerbäck, fará seu primeiro jogo na Copa diante da Argentina, no dia 12, pelo grupo B, que ainda tem Grécia e Coreia do Sul.

Sem mais artigos