No último dia de 2011, a Corrida de São Silvestre foi realizada pela primeira vez sob o novo percurso, com chegada no Parque do Ibirapuera.

Entre a confirmação do novo percurso e a realização da corrida, propriamente dita, muita polêmica e dicussão. Sobre isso, Thadeus Kassabian, proprietário e diretor de operações da Yescom, empresa responsável pela organização da São Silvestre, conversou com Wanderley Nogueira, fazendo um balanço da renovada São Silvestre.

Ele afirma que “não houve nenhum transtorno grave”, mas reconhece que “há uma série de coisas a serem ajustadas”, até mesmo por ter sido a primeira vez em que a São Silvestre passou por este trajeto, como por exemplo as reclamações de algumas dificuldades relatadas por alguns corredores para ir embora, já que o local da chegada fica distante das estações de Metrô, hoje o principal meio de transporte em São Paulo.

Noves fora, ele analisa que foi válido brigar pela mudança: “valeu a pena sim, pois tenho certeza que o ponto principal, de atender os atletas adequadamente após a prova foi atendido (…) não tínhamos mais espaço (na Avenida Paulista)”.

Sem mais artigos