O senhor Jorge Horacio Messi, pai de Lionel Messi, enviou uma carta ao tribunal que investiga a ele e o filho, isentando o atleta de qualquer responsabilidade em problemas relacionados às suas finanças.

Segundo fontes ligadas ao processo, Jorge Horacio entregou o documento ao juizado de instrução número 3, no município de Gavà, na província Barcelona. No texto, o pai nega que o filho tenha envolvimento com a sonegação de € 4,1 milhões (R$ 12,4 milhões).

Por conta da dívida com a Receita, já foram pagos € 5 milhões (R$ 15 milhões) à justiça, referentes ao valor e também aos juros pelo período de três anos (2007 a 2010) que os tributos deixaram de ser recolhidos.

Segundo Jorge Horacio, o filho “dedicou-se sempre e somente a jogar futebol”. No texto entregue à justiça, o pai do atleta divide a responsabilidade pela sonegação com seu sócio Rodolfo Schinocco, que era responsável pela gestão dos lucros gerados pelos direitos de imagem de Messi.

A carta e o pagamento da dívida fizeram com que a promotoria não apresentasse denúncia por fraude fiscal contra Messi e seu pai. Inicialmente, no dia 17 desde mês, o jogador e seu pai participariam de audiência sobre o caso, mas esta foi adiada para 10 dias depois, a pedido do advogado de defesa.

Sem mais artigos