O ano de 2011 promete começar tão ou mais quente do que terminou 2010 para o Palmeiras. O atual vice-presidente do clube Salvador Hugo Palaia já afirmou que irá conversar separadamente com o meia Valdivia e o técnico Luiz Felipe Scolari assim que voltarem ao batente.

A “reunião” a três visa colocar um ponto final na rusga que ficou entre os envolvidos em uma das últimas polêmicas alviverde. Cerca de uma semana atrás, Valdivia disse em entrevista à rádio Eldorado, que foi pressionado a jogar e ameaçou até deixar o clube.

“No dia 3 de janeiro, vou estar na Academia de Futebol às 8h (horário da reapresentação do elenco). Aí vou reunir o Valdívia e o Luiz Felipe Scolari para uma boa conversa a três”, disse Palaia à Rádio Jovem Pan.

O desabafo de Valdivia aconteceu após o jogador ter recebido uma carta com “recomendações” pára as férias. Esta carta teria sido ideia de Felipão e teve o aval de Wlademir Pescarmona, diretor de futebol. O documento falava até em pagamento de multa, caso o chileno se machucasse. O grande problema na visão do 10 alviverde é que apenas ele em todo o elenco recebeu a carta.

Sem mais artigos