O Palmeiras divulgou neste domingo que não liberará o meia Valdivia para disputar o amistoso da seleção chilena com o Brasil, na próxima quarta-feira (24) no Mineirão, por o jogador não estar em plenas condições físicas, após a recuperação de uma lesão muscular.

O técnico do Chile, Jorge Sampaoli, ainda não tornou pública a convocação da sua seleção, mas o clube paulista já havia sido notificado previamente da convocação do meia. “Fizemos o possível para que nossos atletas pudessem defender seus países. Mas o Valdivia, jogador importante do nosso elenco, infelizmente não será liberado por motivo de prudência”, afirma em nota o presidente palmeirense, Paulo Nobre.

“Não sendo uma data Fifa, espero que a federação chilena entenda e que isso não venha prejudicá-lo em futuras convocações. É sempre uma honra para o Palmeiras ceder seus jogadores para jogarem por suas seleções. Neste caso, porém, não podemos correr os riscos de não tê-lo para os jogos decisivos que vamos enfrentar”, completou o dirigente.

Também através do site do Palmeiras, Valdivia se manifestou sobre o caso. “É sempre um orgulho defender o meu país. O Palmeiras, antes da lista oficial do Chile, até brigou para me deixar em condições adiando a partida pela Libertadores. Mas aceito a decisão do clube e vou seguir as recomendações para voltar o mais rápido possível”, disse.

Para o amistoso desta quarta-feira, que acontecerá no recém-reformado estádio do Mineirão, as duas seleções podem relacionar apenas jogadores que jogam na América do Sul. O jogo acontecerá às 22h (horário de Brasília). 

Sem mais artigos