Com medo de perder Maikon Leite, que tem um pré-contrato assinado com o clube, o Palmeiras resolveu aumentar o valor da multa rescisória em 1.200%, chegando a R$60 milhões.

O receio de perder o jogador surgiu em virtude de seu excelente início de campeonato pelo Santos – Maikon Leite é, ao lado de Elano, o artilheiro do Paulistão com seis gols cada.

Antes da reformulação do pré-contrato, a multa rescisória era de R$ 5 milhões. Agora, para um clube nacional quebrar o acordo, terá que desembolsar R$ 60 milhões. Se for estrangeiro, a multa é de R$ 136 milhões.

Sem mais artigos