O atacante do Corinthians, Paolo Guerrero declarou que, se a
seleção do Peru se classificar para a Copa do Mundo de 2014, ele se aposentará
do selecionado de seu país para dar espaço aos mais jovens. A entrevista foi ao
ar nesse domingo (09) no programa Domingo al Día, da rede América Televisión.

“Não há nada mais especial do que levar a minha seleção ao
Mundial. Esse é meu objetivo número um. Espero conseguir. Se o Peru se
classificar, me retiro da seleção. Temos muitos jovens aqui”, disse o centroavante
de 29 anos.

O Peru está relativamente próximo do feito que não alcança
desde a Copa de 1982, na Espanha. Na última sexta-feira (07), derrotou o
terceiro colocado Equador, em casa, por 1 a 0. O próximo desafio, porém, é
contra a forte Colômbia, vice-líder das Eliminatórias, em Barranquilha, nesta
terça- feira (11).

“Seria incrível
ganhar da Colômbia. A partida contra os colombianos vai ser dura”, espera
Guerrero, chamado de O Predador pela mídia de seu país.

Sempre “vestindo a camisa” dos times que joga, o atleta contou
ainda que é diferente jogar pela seleção, pois não mora em sua terra natal
desde que foi jogar na Alemanha, há mais de dez anos.

“Ao entrar no gramado, vocês não imaginam a adrenalina que
eu sinto, ainda mais ao cantar o hino nacional. São coisas que valorizo muito,
já que não vivo aqui (no Peru) há muito tempo”, lembrou.

Em sexto lugar e com 14 pontos, os peruanos têm um jogo a
menos que Venezuela (16 pontos) e Chile (18 pontos), seus concorrentes diretos
para a vaga. A Argentina lidera com folga: 25 pontos, cinco a mais que os
colombianos.

Sem mais artigos