O Monaco terá que pagar € 50 milhões, cerca de R$ 165 milhões, para continuar a jogar o Campeonato Francês, segundo a federação local. O acordo visa a retirada de um recurso criado pelo clube no Conselho de Estado no qual pedia mudança no regulamento do torneio, em troca de poder continuar tendo a sua sede fora do território francês.

Segundo o jornal Le Parisien noticia nesta sexta-feira (24), o acordo obriga o clube a pagar o valor em dois anos e acontecendo a menos de uma semana de uma audiência do conselho de Estado (órgão consultivo e judicial do Governo).

Mesmo com a soma milionária desprendida de seus cofres, o Monaco ainda está em vantagem em relação aos rivais que atuam no Campeonato Francês. O principado oferece diversas vantagens fiscais, além de não ter um imposto de 75%, como é cobrado na França.

A Ligue de Football Professionel (LFP) quer acabar com o litígio que mantém com os monegascos, e o pacto teve aprovação da maioria do conselho da entidade, visando dar um fim à má relação entre as partes.

Sem mais artigos